NOTÍCIAS LSLB

Deus ainda ouve nossas canções e ainda assiste nossas festas religiosas?

Até parece loucura questionar algo assim, não é mesmo? Especialmente porque sempre que realizamos um evento religioso o fazemos com o intuito de ser para Deus. Quando cantamos uma música, sempre anunciamos que é para Ti Senhor.

Mas antes de tentar responder a esta questão, é interessante verificar se na história do povo de Deus, existe alguma situação parecida. E para nossa surpresa, nem precisamos ir muito longe, quando olhamos para o profeta Amós, veja o que encontramos: 

O Senhor diz ao seu povo: - Eu odeio, eu detesto as suas festas religiosas; não tolero as suas reuniões solenes.

Parem com o barulho das suas canções religiosas; não quero mais ouvir a música de harpas. (Am 5.21,23).

E antes que você diga: “Da minha canção Deus vai gostar, pois eu também não gosto de harpa, mas de teclado, guitarra, violino, contrabaixo, etc”. Entenda que o problema não era com o instrumento musical. Mas sim com os ouvidos do povo, suas canções eram tão altas e suas festas tão animadas e “religiosas” que impediam o povo de ouvir outros sons. 

Sua falsa religiosidade e seu desejo de mostrar seus talentos deixaram o povo de Deus cego e surdo ao grito dos necessitados e das necessidades dos excluídos. E quando isso acontece Deus é claro em dizer: Eu odeio, eu detesto... Ou seja, não basta louvar ao Senhor com belas canções se não conseguimos ouvir a voz desafinada do necessitado. Não basta realizar grandes comemorações em nome de Deus, se não temos amor e preocupação com os excluídos e maltrapilhos da vida. 

Diante disso, volto a perguntar:

Deus ainda ouve nossas canções e ainda assiste nossas festas religiosas? 

Não se preocupe com a qualidade dos instrumentos musicais usados, nem com a quantidade de “bênçãos” que a festa tem proporcionado. Deus quer ouvir outros sons. Ele quer que seu povo hoje, faça barulho diante da injustiça, que cante alto o descaso com o pobre e excluído. Que se reúna para viver e incentivar a honestidade. Deus quer ouvir a nossa voz dizendo: “Pode contar comigo, jamais lhe deixarei”, “não importa quanto vou ganhar, este negócio é roubo”, “não aceito esta proposta, não posso ser desonesto com meus colegas”, “filho, vá lá e devolva isso”, “filha, respeite seu professor”.

Lembre-se, que Deus não precisa do nosso louvor e nem das nossas festas, os passarinhos e outros animais se encarregam disso com uma afinação e organização muito melhor do que a nossa. O que Deus quer é que “haja tanta justiça como as águas de uma enchente e que a honestidade seja como um rio que não pára de correr". (Am 5.24).

Oremos para que o som dos pregos que prenderam Jesus Cristo na cruz do calvário, nos levem a perceber sua misericórdia, seu amor e seu perdão para com todos. E inundados pela sua maneira de viver a vida, possamos entoar belas canções compostas pelo sorriso e pela gratidão dos que foram ajudados e protegidos pela Igreja de Jesus. Assim teremos Deus emocionado com nossas canções e ansioso para estar com a gente em nosso próximo encontro. 

Carlos Kracke – Pastor da Congregação E. Luterana “Bom Pastor” de Blumenau
carloskracke@gmail.com


COMPARTILHE:



Copyright © 2017. Todos os direitos reservados a LSLB
Desenvolvido por WobaDesign

Área de acesso  restrita!